Muito prazer loucura

Com cinco anos, ou menos, fui apresentada à loucura. Minha mãe trabalhava em um hospício e eu tinha que ir com ela para o trabalho. Eram tantos loucos à minha volta que eu achava até normal. Mas me lembro da minha compaixão por eles.

Como, na sua primeira infância você pode entender a loucura e se apiedar dela?

Não foi fácil ver aquelas mulheres babando por causa dos choques num dia, e me apresentando como sua filha para as outras loucas no outro.

Sabia que não era filha delas. Sentia que devia brincar de filha delas, por pena. Na minha primeira infância eu já me preocupava em agradar os outros. Agradar os loucos. Não decepcioná-los. Mesmo que eu mesma estivesse decepcionada por estar ali largada no meio deles, sem minha mãe.

Que fique claro que quem escreveu esse post foi a menina de 5 anos, e não a mulher de 43. Eu entendo porque isso tudo foi necessário. Ela é inocente demais pra entender.

Anúncios

Um comentário sobre “Muito prazer loucura

  1. Oi
    Sabe, que eu sempre fiquei muito curioso dessa passagem em sua vida.
    Sempre quis falarcom Marilda a respeito.
    Tem uma comediante aqui em Londres, que eh fabulosa, ela costumava trabalhar num manicomio antes de ser comediante. Tenho certeza, que muitas coisas que ela usa em seu programa, eh do tempodo manicomio. Marilda seria uma otima comediante. Voce eh uma otima comediante…
    Beijos
    Marcinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s