Viva!

Será essa uma benção? Muitos dizem que este planeta serve de expiação, aprendizado. Estou viva nele, expiando, aprendendo.

Todos dizem que a vida é uma dádiva. Se eu gosto de estar viva? Humm… às vezes não. Sou depressiva e sinto uma vontade enorme de fugir, às vezes, muitas vezes.

Pecado, diriam os crentes em Deus. MAS EU TAMBÉM ACREDITO EM DEUS! O fato é que, até ser afetada (sei lá como se fala de uma epidemia mundial) por essa doença, eu nunca senti vontade de “parar” a vida. Você pode pensar que estou falando em suicídio. É. Já me ocorreu algumas vezes. Mas o que eu quero mesmo é parar, pausar, avançar “esta” vida ou voltar à antiga, quem sabe até descobrir prazer em outra. Peço isso à Deus todo dia. Prazer de viver. Como eu tinha prazer em viver… Deus, eu tinha prazer em viver.

Até ser atingida por esse raio (que já havia mostrado seu clarão em alguns episódios da minha vida) eu ouvia trovões, me assustava e seguia em frente, cheia de esperanças. Mil esperanças.

Quando a tempestade começou, estava com 33 anos. É, a idade de Cristo. Deus não me ofereceu o cálice. Eu pedi. Larguei tudo que tinha na vida, meu mundo, minha família, meus amigos, minha cidade e fui morar no interior. Eu estava fora do meu “normal” e não sabia.

Mas cheguei aqui, há dez anos, e aqui estou, há dez anos, lutando contra a maldita depressão.

Muitos me dizem para voltar. Mas não existe mais aquela vida na qual eu sabia ser feliz. Meus amigos ainda são amados, todos eles, mas não são mais as mesmas pessoas. Os lugares mudaram, a vida mudou, eu mudei!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Vou parar por aqui. Não dá para resumir uma vida em um post. Mas pretendo vir aqui, todos os dias, registrar e me convencer de que ESTOU VIVA!

Anúncios

Um comentário sobre “Viva!

  1. Nós estamos vivos. O passado está morto; o futuro não nasceu; outra vida seria outra pessoa… Os trovões estão soando dia e noite, mas em lugares mais quietos eles são mais assustadores; eles nos dominam. Tenho espantado os meus com ações e desafios constantes. Mas nem sempre deixo de ouvi-los. Eu sei que eles estão lá, só esperando que dirija minha atenção a eles. Só a eles. Não vou fazer isso não! Definitivamente não!
    Meus amigos não são mais aqueles daqueles anos. Que bom! Alguns nem existem mais na minha vida. Que lástima! Tenho outros/novos amigos que outrora foram outras pessoas e agora são meus amigos. Que ótimo. A propósito, eu também não sou mais o mesmo; mas não sou outro. Sou apenas alguém que aprendeu com o dia seguinte, se orgulha do dia que passou e espera ansiosamente pelo dia de amanhã.
    É por essas e por outras que a minha felicidade TEM que ser mais vibrante agora, pois não sei se serei feliz no futuro e a felicidade do passado foi importante para que eu HOJE consiga procurar a felicidade em tudo que acontece aqui e agora.
    Portanto, venha para o presente, pois só ele é definitivo!
    ‘That`s all folks!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s