Quero voltar a dividir com vocês

Escrever neste blog deveria ser uma terapia, até que acabei ficando muito precocupada e acho que vaidosa com o que ia escrever e o que íam pensar de mim. Me perdi. Hoje não tenho os meus pares como leitores, nem meus criticos, que se desinteressaram por mim porque fiquei muito chata e políticamente correta. Desejo muito voltar às minhas origens de escrever sobre meus tormentos e incorfomidades com o mundo do jeito que ele é, pois isso me alimenta e dá fé, além de combustível para seguir nessa caminhada árida e vazia que venho seguindo desde o ano de 2000.
Na verdade o termo poeta maldita dempre me fascinou. Sempre quis ser parte (só parte, mantendo a liberdade de transitar) do lado triste, sombrio. Sempre me fascinou ir fundo e entender o sofrimento pesado do ser humano. Uns (inclusie minha psicóloga) dizem que não sei lidar com a felicidade, que não sei o que fazer com ela, e que me mantenho nessa zona de conforto na desgraça, a qual conheço muito bem, com a qual lido muito melhor. Inclusive, se perder essa zona de conforto, vou me assustar, mas posso até sentir alguma coisa nova e boa e pode até ser bom… será? Difícil de imaginar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s