0

Domingo again

Bem, passado o Natal, aqui estou eu escrevendo sobre outro domindo. Essa semana especial teve praticamente dois domingos, já que dia 25 nada mais é que um domingo absoluto. Fui à casa da minha mãe e estava tudo fechado nas ruas, com exceção de UMA lanchonete, que é claro, estava com uma fila enorme. Fiquei com pena daquelas pessoas, únicas tabalhando no Natal. Mas, talvez elas estejam felizes por ter um emprego (sei lá). Eu ainda estou de licença do colégio e não vou voltar mesmo pra lá. Ser tutora dos cursos técnicos de ensino superior já foi um sonho meu, que aliás, quando realizei fiquei muito feliz. Mas passou. Não tenho mais motivação para isso porque a tutora é apenas uma ponte entre os professores (aula via satélite) e os alunos. Além do mais eles já tem uma pessoa no meu lugar e meus interesses são outros atualmente. Não sei exatamente como colocarei em prática esses novos interesses (moda e consultoria de marketing pela internet). Mas sei que estou estudando. Vou começar o curso de corte costura assim que começar 2010 e sei que minha vida vai mudar muito. É claro que isso me deixa apreensiva. Foram dois anos de licença médica e voltar ao mercado de trabalho será um desafio para mim. Enquanto isso continuo com minha confecção de acessórios. Há muito trabalho a ser feito. Tem as camisetas para levar para a costureira aplicar as rosas, as bolsas de crochê de malha, os colares de malha que ainda vou começar a fazer, fora as bijous. O problema é que Paraty anda num momento fraco para vendas, e por mais que eu produza, não há garantia de retorno do meu investimento, tanto financeiro, como de trabalho. Estou muito inclinada a fazer da Nani-Mix uma segunda atividade e conseguir um emprego que tenha a ver com moda e/ou marketig. Ao mesmo tempo, minha vontade também é abrir a minha loja, onde poderia vender as minhas peças por um preço justo, e não ter que baixar muito para deixar em consignação nas lojas. Como vocês podem ver, a confusão se instalou. Mas isso é resultado das possibilidades, que são muitas, e isso é muito bom. O fato é que não vejo a hora de começar 2010 para por em prática a minha vida profissional de uma vez por todas. Tenho administrado melhor minha depressão e o trabalho vai ser positivo (ainda que assustador). Bem, por hoje é só.

0

Domingo – argh!

Em pensar que eu nasci nesse dia. Será que é por isso que eu detesto tanto o domingo? Sei lá, só sei que foi assim (Chicó – o sábio). Mas não é um diazinho besta? Eu fico aqui, sem saber se me entrego à preguiça, se tento fazer alguma coisa útil, se vou á praia igual ao gado (não suporto). Acabo não fazendo nada mesmo. Então, além de um dia improdutivo, é um dia de angústia em que a gente não sabe que merda faz da vida. Acho que tomei uma decisão agora. Tenho que sair porque dicidi tomar um banho e essa, como todos sabem, é uma decisão muito importante e inadiável. Fui.

0

Segunda é o dia da "cabeça"

Hoje foi dia de psicóloga e mexeu muito comigo. Aliás toda semana têm sido assim. Isso é ótimo. Hoje falamos sobre trabalho e eu fiquei muito pensativa. Estou recomeçando minha vida profissional (por isso a música Tente outra vez, que me foi lembrada pela minha amiga Luciana), e pode não parecer mas, ao mesmo tempo que tudo é muito excitante, sinto dificuldades, pois já estou muito tempo parada e todo recomeço é cheio de “desconhecidos”. Ao mesmo tempo que nada foi em vão e que venho me capacitando todo esse tempo, realmente começar, aliás, engrenar, pois já dei vários primeiros passos, é complicado. Como boa ansiosa que sou, quero tudo funcionando, turbinado, e não é bem assim que a banda toca. Mas eu e minha terapeuta conversamos muito e ela me deu umas técnicas legais para não desperdiçar meu potencial e fazer uma-coisa-de-cada-vez. Vai dar certo. Preciso dar tempo ao tempo. Tenho muitos planos e não é fácil colocar tudo em prática. Mas vai acontecer tudo no tempo certo. O tempo de Deus.

Tente outra vez
Raul Seixas

Veja!
Não diga que a canção
Está perdida
Tenha em fé em Deus
Tenha fé na vida
Tente outra vez!…

Beba! (Beba!)
Pois a água viva
Ainda tá na fonte
(Tente outra vez!)
Você tem dois pés
Para cruzar a ponte
Nada acabou!
Não! Não! Não!…

Oh! Oh! Oh! Oh!
Tente!
Levante sua mão sedenta
E recomece a andar
Não pense
Que a cabeça agüenta
Se você parar
Não! Não! Não!
Não! Não! Não!…

Há uma voz que canta
Uma voz que dança
Uma voz que gira
(Gira!)
Bailando no ar
Uh! Uh! Uh!…

Queira! (Queira!)
Basta ser sincero
E desejar profundo
Você será capaz
De sacudir o mundo
Vai!
Tente outra vez!
Humrum!…

Tente! (Tente!)
E não diga
Que a vitória está perdida
Se é de batalhas
Que se vive a vida
Han!
Tente outra vez!…

0

Shit happens, mas o mini-atelier é uma graça!

Hoje foi dia de arrumar a casa. Vou receber família e amigos nesse fim-de-ano e precisei dar uma geral na casa. Não vejo a hora de trocar esse maldito colchão D-60 que comprei e que está me matando, mas só semana que vem é que devo resolver isso. Comprei um enxoval novo para meu quarto e banheiro (uma linda colcha, lençóis e toalhas lilás combinando). Adoro arrumar a casa e não posso descuidar por causa de tanta coisa que rola na minha cabeça por conta do mini-atelier que projetei na sala (bonitinho). É claro que ficou também uma mini-zona – organizada, já que comprei mil potinhos para colocar todas as miçangas, contas e peças de trabalho. Aqui no quarto ficam minhas linhas de crochê, que tento manter o mais arrumadas possível, mas meu quarto é bem pequeno e eu tenho que ser de circo para dar tudo certo. Precisava mesmo é de um segundo quarto, que seria só para o atelier, mas como não existe o segundo quarto, até que tenho conseguido milagres. O fato é que tenho que trabalhar. Ao mesmo tempo não posso descuidar da minha casinha, senão até meus pensamentos ficam desorganizados.

Mudando totalmente de assunto, mais uma coisa com defeito (além da minha máquina fotográfica, que vou ter que levar numa autorizada sabe Deus aonde): meu computador deu “pau” por causa dos temporais e terá que ser formatado. Ainda corro o risco de perder todo meu material de pesquisa de meses para a Estilo da Lu. Fora a grana para consertar. Mas, paciência. As coisas estão acontecendo. Acho que é natural que no meio de tantas coisas boas, também aconteçam as merdas. Shit happens, dizem os americanos com muita propriedade.

É isso.

0

Você tem um amigo (James Taylor)

Quando você estiver abatida(o) e preocupada(o)
E precisar de uma ajuda,
E nada, nada estiver dando certo,
Feche seus olhos e pense em mim
E logo eu estarei aí
Para iluminar até mesmo suas noites mais sombrias.

Apenas chame alto meu nome
E você sabe, onde quer que eu esteja
Eu virei correndo
Para te encontrar novamente.
Inverno, primavera, verão ou outono,
Tudo que você tem de fazer é chamar.
E eu estarei lá, sim, sim, sim,
Você tem um amigo.

Se o céu acima de você
Tornar-se escuro e cheio de nuvens
E aquele antigo vento norte começar a soprar,
Mantenha sua cabeça sã e chame meu nome em voz alta
E logo eu estarei batendo na sua porta.
Apenas chame meu nome
E você sabe, onde quer que eu esteja
Eu virei correndo para te encontrar novamente.
Inverno, primavera, verão ou outono,
Tudo que você tem de fazer é chamar
E eu estarei lá, sim, sim, sim.

Ei, não é bom saber que você tem um amigo?
As pessoas podem ser tão frias,
Elas te magoarão e te abandonarão
E então elas tomarão sua alma se você permitir-lhes.
Oh, sim, mas não permita-lhes.

Apenas chame alto meu nome
E você sabe, onde quer que eu esteja
Eu virei correndo para te encontrar novamente.
Você não entende que
Inverno, primavera, verão ou outono,
Ei, agora tudo que você tem a fazer é chamar?
Senhor, eu estarei lá, sim eu estarei,
Você tem um amigo,
Você tem um amigo.
Não é bom saber? Você tem um amigo…
Não é bom saber? Você tem um amigo…
Você tem um amigo…