Obrigada por tudo que me trouxe aqui


No dia primeiro de outubro de 2009, aniversário de quatorze anos do meu amado afilhado Pedro, viajando para o Rio para vê-lo e contemplando pela milésima (milhonésima) vez Paraty, suas majestosas pedras cravejadas em suas lindas montanhas, pequenos barquinhos, ondas e praias entalhadas junto às encostas maravilhosamente verdes e respingadas de flores, pensei: obrigada Deus!!!!

Obrigada por ter permitido que minha mãe nascesse dessa terra. Obrigada ainda por ter permitido que eu nascesse do ventre de minha mãe para que eu pudesse conhecer esse lugar (obrigada por eu ter nascido do ventre dela por esse e por outros tantos motivos). Por um segundo tive pavor de nunca poder ter conhecido, nem ouvido falar de Paraty. Teria sido uma vida vazia, muito mais vazia do que essa, com certeza. Agradeci, ainda, por minha mãe ter se casado com um homem com sensibilidade suficiente para reconhecer que também havia sido presenteado com um pedaço do jardim de Deus. Por meu pai ter amado tanto esse lugar, cresci brincando por aqui. E se ele não gostasse de Paraty? E se nós não tivéssemos passado tantas férias aqui?

Um dia vim morar de vez. E hoje me encontro nesse ônibus, indo para o Rio visitar meus amados, olhando por essa janela e pensando: mas isso tudo é meu agora e eu vou voltar. Graças à Deus, e à minha mãe, e ao meu pai, e a mim, que amo Paraty desde o primeiro dia em que a vi, desde a primeira emoção da chegada e desde a primeira lágrima da partida. Engraçado. É a primeira vez que choro deixando Paraty sem que seja de tristeza e sim com uma felicidade que não conseguiu ficar no peito e pulou para dentro dessas palavras. Que sortuda eu sou de ter conhecido esse lugar e de, num surto de “loucura”, ter interrompido minha carreira profissional no Rio, ter colocado tudo que eu tinha numa Kombi e ter vindo parar aqui, sem entender nada. Ainda não entendo, mas amo tanto esse lugar que agora vou só curtir o fato de ter surtado e ter vindo construir minha vida aqui. Essa “construção” me trouxe muitas dores e delícias. Hoje vivo na minha deliciosa casa, com meu pequeno jardim, no centro do vale que fica entre o mar e a montanha. Nada disso é meu, mesmo porque, nada nessa vida verdadeiramente o é. Mas Paraty, essa sim: é e sempre será a minha cidade, a qual dei aos meus amigos, para que também a amassem. Cidade que desfruto a cada dia, talvez menos que deveria, mas com certeza mais do que meu coração poderia imaginar à essa altura da minha vida. Estou feliz. Finalmente estou em paz por viver em Paraty.

Anúncios

2 comentários sobre “Obrigada por tudo que me trouxe aqui

  1. Essa Cassia eh uma falsa!Esta eh morrendo de inveja.Depois que abandonamos nosso pais, ficamos meio sem "Porto Seguro" ficamos meio a deriva… sem raiz!!! Sei bem dessa inveja, pois tambem sinto o mesmo! mas, como ela, fico muito feliz por voce.te amoDeus te abencoe sempreMarcinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s