2

Só pra dizer que ainda estou viva. argh!

Observo cada vez mais pessoas sozinhas com seus sonhos ainda não estraçalhados, apenas destruídos. Mas, depois que inventaram a supercola e que o Ivan Lins disse que, “ninguém diz que é colado”, sempre existe aquela esperancinha no fim do túnel. Aliás, acho que para algumas pessoas ela fica mesmo é no alto de um enorme penhasco, no qual vamos subindo, nos agarrando até cair, em queda livre, nos “estoporarmos” e desistirmos (ou vice-versa). Porém, mesmo para os sobreviventes e lutadores que vivem caindo e não desistem, existe sempre a chance de chegar ao topo do monte, e gritar de alegria, pela vitória, que geralmente dura muito menos do que o esforço que fizemos para chegar lá.

Meus Deus, quanto negativismo! Mas, quer saber? Até me provarem que esse tal de amor pode dar certo, não há como continuar estimulando aquele otimismo babaca, que só nos leva de uma furada à outra, sem que a gente entenda porque tem que ser tão difícil. Surpreso? Sabia que alguns (muuuuuuuuiiiiiiiitooooooos) de nós vivemos assim, desesperados por amor, até fazer alguma coisa realmente idiota e aceitar na nossa vida alguém que não tem nada a ver conosco, nossos sonhos e ideologias, só porque ele é carinhoso, ele gosta de mim, ele me dá flores, “pode ser ele”. Tenham certeza, quando a gente manda essa de que “pode ser ele”, com certeza não é. Nesse momento começamos a empurrar todas as poeirinhas que vão aparecendo, pra baixo do tapete, e aproveitamos para aplacar a carência que já vinha nos sufocando, Deus sabe há quanto tempo. O idiota inventa uma cegueira. Tem gente que fica literalmente cego por um período, com uma doença chamada de cegueira histérica (vi num filme de mesmo nome, com a Uma Thurman. As coisas a que ela se sujeita por amor no filme, um horror…) , mesmo sendo o nome formal da doença, eu acho perfeito para o tipo de cegueira que estou tentando descrever. Mas a doença em si? Sei lá… Parece mesmo mais uma dessas disfunções e distúrbios que inventam para justificar o grau cada vez maior de loucura que vêm atingindo a humanidade.

Já repararam nisso? Hoje ouvi até sobre a SII, síndrome do intestino irritado. E tome enriquecer a maldita indústria farmacêutica. Eu então, sou sócia fundadora de várias.

Comecei o texto pelo pé e vou terminar nos quadris porque não estou com saco nem de chegar na cabeça. Ah, e não vai ter foto tb não.

Fui