Trair é natural? (Ah! Eles vão adorar!!!)

A discussão do momento, apesar do tema já estar sendo pesquisado em torno de 15 anos, é: Afinal, o homem é ou não um animal monogâmico? É claro que ciência e religião, sociedade e essas “coisas”, sempre hão de divergir. Todos vêm armados até os dentes com suas “verdades absolutas”, como se existisse tal coisa.
Casos de traição não são novidade (jura?) – e fazem parte da natureza animal. O livro O Mito da Monogamia, aponta os hábitos sexuais de centenas de animais. Todos são poligâmicos, até mesmo aqueles tradicionalmente tidos como fiéis, como o cisne por exemplo.
Existem explicações muito controversas para quem defende a poligamia, tal como o fato do homem ter infinitos espermatozóides e a mulher apenas poucos óvulos, que nascem e morrem com ela, aom exceção daquels liberados durante a vida (isto é, vão envelhecendo e os espermatozóides continuam sendo produzidos, produzidos, produzidos).
Existe ainda uma pesquisa feita pela Universidade do Tennessee. A conclusão: o casamento com mais chance de dar certo é aquele formado por homem mais feio que sua parceira. Quando o homem se acha atraente assume menos compromisso com o relacionamento e fica mais aberto à traição.
Bom, de acordo com o artigo que li na Revista da Semana (edição 30), do qual estou extraindo algumas informações para esse texto, mesmo assim homens e mulheres continuam optando pelo modelo monogâmico (mesmo traindo feito uns loucos). Porquê? Parece que isso se deve a um acordo afetivo e social, sem relação com o instinto. Alguns pássaros, por exemplo, se revezam para tomar conta do ninho (nesse caso, imbutido aí o instindo de preservação da espécie), estreitando uma parceria entre eles.
Enfim, a fidelidade foi apontada em pesquisas como a principal condição para um casamento se manter feliz. Em segundo e terceiro lugares aparecem uma vida sexual satisfatória e o compartilhamento de tarefas. Bem, depois de alguns (muitos) anos de casados, continuar fiel, satisfeito sexualmente e fazer um jantarzinho para a esposa me parece mais com um filme de romance água com açúcar, de quinta categoria, o qual a gente assiste e chora, pensando: viu, pode acontecer comigo! Será? Amarga toda vida essa Caiçara… (Mas choro e penso as mesmas coisas).
Afinal, qual é a sua opinião? Acho que sendo tão difícil, principalmente para os homens, controlarem-se para evitar a traição quando se sentem atraídos por outras mulheres, parece que o pobrezinho está mesmo lutando contra a natureza, que acaba falando mais alto. Então, quando uma de vocês, amigas, levar um belo e enorme chifre, tente compreender o cachorro, porque a vida aí na selva não está nada fácil. São 3 milhões de fêmeas disputando um macho, que nem sempre é mesmo macho. A Caiçara que o diga. Já estou no “caritó” há mais de um ano. Tenho ódio de traição e vivo com medo de encontrar outro safado. Ah coitada!!!
Anúncios

Um comentário sobre “Trair é natural? (Ah! Eles vão adorar!!!)

  1. Bom, vamos pensar:O que na realidade é uma traição? A realização do ato ou até mesmo um simples olhar?E a tal traição, só serve para relacionamentos amorosos? E as amizades traídas? E os colegas de trabalho que nos traem? E o cara da padaria que, esquecendo de uma fila existente, opta por servir àquele conhecido que está atrás de nós?Ficam então várias pulgas atrás das orelhas dos “nossos” blogueiros!Agora quero a resposta…Beijos,Nando.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s